sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Merlot e Dire Straits



Parece-me sugestivo um merlot combinado com o som lento, romântico e sexy do clássico saxofone de Your Latest Trick. Isso me faz lembrar de momentos não vividos e desperta o erotismo em minha mente às vezes pervertida.

O vinho tem o poder de alforar em mim o romantismo, o desejo, a paixão, a luxúria, a vontade de um sexo gostoso.

Eu, ele, merlot, meia-luz e Your Latest Trick.

Imagino um ambiente carregado de sensualidade, aconchegante, uma cama macia, lencóis brancos de seda, velas, pétalas vermelhas e incenso almískar.

A lingerie preta semi-revela meu corpo de pele macia e bronzeada.

Ele é magro e está deliciosamente nu, me despindo e descobrindo cada centímetro de mim. Massageia meus pés, passa óleo de amêndoas em minhas longas pernas, acaricia minha carne, lambe meus seios, me beija a boca, penetra minhas cavidades.

Estamos os dois embriagados, entregues ao amor, à luxúria, ao deleite.

Mas a realidade é que estou só, tomando meu merlot e ouvindo o sax de Dire Straits.

Acabei de sair do banho. Meu cheiro adocicado e o frescor da minha pele me desperta o tesão. Meu corpo está febril, à procura de carícias. Meus lábios pedem línguas.

Estou úmida, pronta para receber aquele homem. Aquele que desejo há anos. O único que desejei e nunca tive.

Você, o homem dos meus sonhos. O único que amei sem ter conhecido.

Nenhum comentário: