quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Marturbação matinal


Comecei o dia querendo me masturbar. Não estava com o tesão a flor da pele ou subindo pelas paredes. Só estava a fim. Fazia tempo que não fazia isso. Umas duas semanas, mais ou menos. Então pensei: por que não? Comecei me massageando. Estava sentindo uma sensação gostosa, mas só as mãos não tem graça. Peguei meu brinquedinho masturbador, liguei e comecei a mexer no meu botãozinho escondido entre minhas fendas. Ficou melhor ainda. Eu sinto uma sensação doce quando faço isso. É exatemente isto: uma sensação doce, sempre antes de gozar. Mas não gozei. Quis ver uns vídeos de sacanagem, salvos no "meus favoritos" e ligar a webcam para um amigo íntimo me olhar. Ele sente tesão em mim, eu também sinto tesão nele e ele adora me ver nua pela webcam. A gente transa quando dá. Pessoalmente, claro. Esse negócio de sexo virtual, não vejo graça. Se pudéssemos, transaríamos todos os dias, mas moramos distantes um do outro. Ele goza quando me masturbo na frente dele. Eu não gosto muito desse tipo de observação. Fico inibida. Mas de vez em quando, para agradá-lo, eu o deixo me observar. Liguei o computador, conectei-me à internet, meu amigo não estava online, mas ainda me restavam os vídeos. As páginas não abriram. Brochei.

Nenhum comentário: